Regulação da saúde no Brasil: conceitos, governança e acesso.

Luzia Beatriz Rodrigues Bastos, Maria Alves Barbosa, Diniz Antonio de Sena Bastos

Resumo


O estudo visa compreender os conceitos de regulação em saúde, governança e regulação do acesso, à luz das produções científicas nacionais de 2006 a 2018. Pautou-se em revisão sistemática realizada a partir dos termos regulação, saúde, governança e acesso, nos Descritores em Ciências da Saúde, que resultaram na identificação de 73 artigos, sendo 20 selecionados para o estudo. Após análise criteriosa, foram elaboradas 3 categorias: conceitos de regulação em saúde, com 4 artigos (20%); governança na regulação, 5 artigos (25%), e regulação do acesso ou assistencial, 11 artigos (55%). A regulação está assentada principalmente na quantidade adequada de ações e serviços de saúde disponíveis à população e na qualidade dos padrões dos serviços ofertados. Há necessidade de regulação, em razão dos tetos financeiros disponibilizados à saúde e às contradições, em relação aos marcos regulatórios instituídos por municípios e estados. Novos estudos precisam ser elaborados na ótica da regulação do acesso e nas novas formas de governança do Estado regulador que grande parte das vezes, transfere responsabilidades para a prestação dos serviços de saúde a entidades prestadoras, imprimindo formas mais brandas de regulação.

Palavras-chave: regulação e fiscalização em saúde, governança, acesso aos serviços de saúde, Sistema Único de Saúde.


Texto completo:

HTML PDF

Referências


Oliveira RR, Elias PEM. Conceitos de regulação em saúde no Brasil. Rev Saúde Pública 2012;46(3):571-6. https://doi.org/10.1590/S0034-89102012000300020

Albieri FAO, Cecílio LCO. De frente com os médicos: uma estratégia comunicativa de gestão para qualificar a regulação do acesso ambulatorial. Saúde em Debate 2015;39:184-95. https://doi.org/10.5935/0103-1104.2015S005231

Brasil. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria nº 1.559 de 1º de agosto de 2008. Institui a Política Nacional de Regulação do Sistema Único de Saúde – SUS.

Santos FP, Merhy EE. A regulação pública da saúde no Estado brasileiro. Interface: Comunicação, Saude, Educação 2006;10(19):25-41. https://doi.org/10.1590/S1414-32832006000100003

Nascimento AAM, Damasceno AK, Silva MJ, Feitoza AR. Regulação em saúde: aplicabilidade para concretização do Pacto de Gestão do SUS. Cogitare Enferm 2009;14(2):346-52. https://doi.org/10.5380/ce.v14i2.15628

Vilarins G, Shimizu H, Gutierrez M. A regulação em saúde: aspectos conceituais e operacionais. Saúde em Debate 2012;36(95):640-47. https://doi.org/10.1590/S0103-11042012000400016

Ibanhes LC, Heiman LS, Junqueira V, Boaretto RC, Pessoto UC, Cortizo CT et al. Governança e regulação na saúde: desafios para a gestão na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública 2007;23:575-84. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007000300016

França SB. A presença do Estado no setor saúde no Brasil. Revista do Serviço Público 2014;49(3):83-8. https://doi.org/10.21874/rsp.v49i3.372

Farias SF, Gurgel Jr GD, Costa AM et al. A regulação no setor público de saúde no Brasil: os (dês) caminhos da assistência médico-hospitalar. Cienc Saude Colet 2011;16(1):1043-53. https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000700037

Majone G. Do Estado positivo ao Estado regulador: causas e consequências de mudanças no modo de governança. Revista do Serviço Público 2014;50(1):5-36. https://doi.org/10.21874/rsp.v50i1.339

Barbosa DVS, Barbosa NB, Najberg E. Regulação em saúde: desafios à governança do SUS. Cad Saúde Colet 2016;24(1). https://doi.org/10.1590/1414-462X201600010106

Evangelista PA, Barreto SM, Guerra HL. Central de regulação de leitos do SUS em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: avaliação de seu papel pelo estudo das internações por doenças isquêmicas do coração. Cad Saude Pública 2008;24(4):767-76. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2008000400006

Ferreira JBB, Mishima SM, Santos JS, Froster AC, Ferraz CA. O complexo regulador da assistência à saúde na perspectiva de seus sujeitos operadores. Interface: Comunicação, Saúde, Educação.2010;14(33):345-58. https://doi.org/10.1590/S1414-32832010000200009

Gawryszewski ARB, Oliveira DC, Gomes AMT. Acesso ao SUS: representações e práticas de profissionais desenvolvidas nas centrais de regulação. Physis Revista da Saúde Coletiva [Internet].10 jun 2015;2012;(1):119-40. https://doi.org/10.1590/S0103-73312012000100007

Albuquerque MSV, Lima LP, Costa AM, Melo Filho DA. Regulação assistencial no Recife: possibilidades e limites na promoção do acesso. Saúde e Soc 2013;22(1):223-36. https://doi.org/10.1590/S0104-12902013000100020

Silva MVS, Silva MJ, Silva LMS et al. Avaliação do acesso em saúde na 2ª microrregião de saúde, CE. Saúde Soc São Paulo 2012;21(supl.1):107-16. https://doi.org/10.1590/S0104-12902012000500009

Clares JWB, Silva LMS, Dourado HHM, Lima LL. Regulação do acesso ao cuidado na atenção primária: percepção dos usuários. Rev Enferm UERJ 2011;19(4):604-9.

Ferreira JBB, Caldas DC, Santos LL, Ribeiro LC, Chaves LDP. Aspectos da regulação em saúde na visão de equipes de saúde da família de um município de pequeno porte. Rev Bras Med Fam Comunidade 2016;11(38):1-12. https://doi.org/10.5712/rbmfc11(38)1188

Peiter CC, Lanzoni GMM, Oliveira WF. Relações entre a prática profissional na regulação em saúde e o princípio da equidade em um município de grande porte. Revista Brasileira de Ciências da Saúde 2017;21(4):29120. https://doi.org/10.4034/RBCS.2017.21.04.10

Cavalcanti RP, Cruz DF, Padilha WWN. Desafios da regulação assistencial na organização do Sistema Único de Saúde. Revista Brasileira de Ciências da Saúde 2018;22(2):181-8. https://doi.org/10.4034/RBCS.2018.22.02.12

Silveira MSD, Cazola LHO, Souza ASS, Pícoli RP. Processo regulatório da Estratégia Saúde da Família para a assistência especializada. Saúde em Debate 2018;42:63-72. https://doi.org/10.1590/0103-1104201811605




DOI: http://dx.doi.org/10.33233/eb.v19i4.3635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.